Você não precisa saber aonde vai chegar lá

Olá, doce alma.

Eu sei que você se sente perdido e confuso nisso jornada chamamos vida. Você olha ao seu redor e todo mundo parece saber o que quer. Você experimentou algumas ideias porque pareciam boas, mas nada adere. Nada disso te satisfaz. E ainda, apesar de sua falta de vontade de permanecer em algo que não preenche seu potencial, você não tem certeza do que o faz. É difícil admitir isso para os outros. É até difícil admitir para si mesmo.

Você se sente assustado, inseguro e frustrado. Você é uma pessoa inteligente. Não faz sentido para você essa falta de direção. Se você é tão inteligente, não deveria saber para onde quer ir e o que quer fazer para afetar este mundo de maneira significativa? Você encolhe, pequeno e com vergonha de sua incerteza. Você se deixa encurralar. O modo de sobrevivência entra em ação e você aceita ofertas que não quer, vagueia por ruas laterais que parecem intrinsecamente erradas. Você sabe que não é isso. Mas se você não sabe o que é, o que mais pode fazer?

É aí que você se perdeu sem saber. Inclinando-se na segurança, na segurança, por causa do medo e da ansiedade profundos Se você falhar, não há ninguém para pegá-lo. Se você falhar, não terá ninguém para culpar a não ser a si mesmo. Você já ouviu que tentar e falhar é a única maneira de se elevar, mas você não acredita nisso. Isso pode funcionar para outros. Não para você.

Você está infeliz, preso neste purgatório entre o fracasso e a verdade, não indo para a frente nem para trás, mas ainda assim inseguro. Você sabe que não há como voltar atrás, mas não consegue ver o que está por vir e tem medo de dar um passo em direção ao desconhecido.

A verdade é que ninguém sabe para onde estão indo. Eles realmente não querem. Como podem, quando não há nada real senão o momento presente? Você não está quebrado ou errado por sua confusão. A dúvida é normal. O medo, infelizmente, também é. Cabe a você decidir como deseja abordar esta vida. Você pode admitir que não sabe o que vem a seguir e abordar o presente com curiosidade, abertura e alegria. Você também pode viver o resto de sua vida duvidando de si mesmo e de sua jornada. A escolha é sua. Quer goste ou não, você decide o que acontece a seguir. Não há mais ninguém no ringue neste momento. É a sua vida e você a cria, para melhor ou para pior.

Você não precisa saber aonde vai chegar lá. Sua vida está se movendo, com ou sem sua participação. Você não pode parar o tempo, então pode muito bem aproveitar o tempo que você tem. Deixe de lado a preocupação com o que está por vir e mergulhe no que está aqui. Esse é o único segredo que você precisa saber.

@via

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *