O maior prejuízo que você pode prestar a si mesmo é resolver o medo de ficar sozinho

O maior desserviço que você pode fazer por si mesmo é assentamento apenas por medo de ficar sozinho.

As crescentes pressões para encontrar “aquele” e entrar em um relacionamento podem ser muito influenciadas não apenas pelas pessoas ao nosso redor, mas também pelas redes sociais. À medida que envelhecemos, vemos amigos se apaixonando e formando uma família, e isso pode levar alguns de nós a buscar um relacionamento movido exclusivamente pelo medo da solidão. As pressões sociais podem fazer parecer que ficar sozinho é assustador, doloroso e solitário, mas é mais fácil estar em uma posição em que você pode fazer a escolha de trazer alegria para o seu futuro. O tempo é precioso e valioso e é nosso aliado. Quanto mais tempo demorarmos para trabalhar sobre nós mesmos, priorizar o que queremos em um relacionamento e nos concentrarmos em buscar a pessoa certa que se encaixe em nossas vidas, mais felizes seremos no longo prazo. Então, enquanto outros correm para encontrar o final do conto de fadas, seja sábio e espere. Paciência e tempo estão do seu lado na busca pela felicidade.

Acreditar que você não é capaz o suficiente para perseverar, prosperar e alcançar seus objetivos por conta própria, irá colocá-lo no caminho para se estabelecer. A solidão pode ser um catalisador poderoso que pode contribuir para nossos maiores sucessos ou fracassos. Se permitirmos que ela nos consuma, a ansiedade pode levar à estagnação e alguns extremos, à nossa própria autodestruição. No entanto, pode nos levar a encontrar a parte de nós mesmos que está disposta a suportar, lutar e ficar mais forte. Se você se acomodar, não verá seu maior potencial e as realizações que pode realizar por meio de seus próprios méritos.

Determinar que ser solteiro é o passo certo para você em qualquer idade é um sinal de confiança e poder. Também mostra que você conhece seu valor próprio. Um relacionamento nunca deve determinar o valor de ninguém, porque nossa felicidade deve ser nossa principal prioridade. Aceite ser solteiro e não tente apressar o processo. Ser solteiro e estar na casa dos 30, 40 anos e assim por diante pode ser estranho para muitas pessoas de fora olhando para dentro. Mas esta deve ser uma época de crescimento. As pessoas imediatamente jogam seus dois centavos e começam a criar seu próprio enredo em suas cabeças sobre o que possivelmente está errado com você. Isso pode até ser um tabu para certas pessoas, mas é apenas uma revelação de suas próprias inseguranças. A capacidade de exercer seu poder de escolha, não mergulhando em um relacionamento, mostra que você não tem medo de esperar e só pode tolerar estar com alguém que atenda aos seus padrões.

Vivemos em uma sociedade onde o conceito de encontrar uma chama gêmea ou alma gêmea supera o sucesso e nosso amor próprio. Mas devemos nos concentrar em priorizar nossas necessidades e desejos. Pegar-se no conto de fadas romântico pode ter sido intrigante quando éramos mais jovens, mas à medida que amadurecemos, precisamos ser práticos sobre a realidade e como um relacionamento não é sinônimo de um momento de triunfo. Em vez disso, deve ser visto como algo que acontece organicamente e, portanto, não deve ser apressado.

O casamento é romantizado a ponto de ser comercializado. Também devemos lembrar que a taxa de divórcio também é alta, então talvez devêssemos ir mais devagar. A ideia do casamento deve ser escolher alguém que você ame e que esteja disposto a permanecer apesar das coisas boas e ruins da vida. Você deve estar ciente de que ter um parceiro significa um compromisso que pode durar muito tempo. Correr só levará ao fracasso, especialmente se você não reservar um tempo para aprender mais sobre si mesmo antes de se comprometer. A verdade é que um relacionamento não significa que você viverá bem e feliz para sempre. Pode ser o caso para algumas pessoas, mas a maioria de nós nunca sentirá aquela névoa romântica que sentimos no início da fase de namoro por anos prolongados. Ser casado ou ter uma parceria de longo prazo só nos permite desenvolver laços emocionais mais fortes ao nos conectarmos com nossos parceiros. Os relacionamentos nos permitem conhecer nossos parceiros, abandonar nossos hábitos egoístas, aprender a pedir desculpas e perdoar, bem como chegar a um compromisso com seu parceiro.

O assentamento não promove o crescimento. Se você está em uma posição privilegiada onde pode escolher livremente um parceiro, use-o. Esta é a sua oportunidade de ouro de escolher a pessoa mais próxima da perfeição. Seria uma pena desperdiçar seus melhores anos com alguém que não está na mesma sintonia, alguém que você não ama ou que o frustra. Mesmo que sejam perfeitos no papel, pode haver a possibilidade de você não amá-los.

O amor é importante, pois traz a promessa de devoção e esperança. Uma faísca e atração magnética são um dos principais elementos necessários para o início de um relacionamento. Comunicação, confiança e conexão emocional são componentes que ajudam a durar um relacionamento. Quando você se acomoda, você remove camadas para amar, já que tudo é apressado. O amor leva tempo, o amor é paciente; ame-os se concordar em se juntar a eles. A escolha certa começa com um amor positivo, não egoísta, e permite que não nos sintamos envergonhados. No entanto, amar a si mesmo primeiro permitirá que você elimine as manifestações boas e más do “amor” de um parceiro em potencial por você.

Entrar em um relacionamento organicamente é uma das coisas mais atraentes que alguém pode sentir. Encontrar alguém com quem genuinamente nos conectamos e amamos é realmente extraordinário. Sua jornada para o amor deve envolver encontrar o parceiro certo para você. Escolha alguém que você realmente ame, respeite e queira estar. Não se apresse em escolher alguém que pareça bem no papel para se conformar com as normas sociais. Relacionamentos são difíceis, então escolha alguém que vai fazer você querer ficar em um e ser comprometido e amoroso. Desfrute da onda de amor com a pessoa que você deseja, mesmo que não seja um final de conto de fadas. Pelo menos você escolheu a pessoa por quem estava realmente apaixonado.

@via

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *