Não importa o que aconteça, eu sempre acreditarei na humanidade

Não importa o que aconteça na vida, sempre acreditarei em humanidade.

Não importa quantas vezes eu ouço falar de pessoas que são casualmente cruéis em suas vidas, seja por meio de intimidação, mesquinhez, zombaria ou qualquer outra coisa que tenha um impacto significativo na vida de alguém. Vou chamar essa pessoa e defender um melhor comportamento e tratamento dos outros. Apoiarei as pessoas que foram feridas e as pessoas que estão fazendo o trabalho de defesa de direitos para aprovar leis para proteger as pessoas dessas atrocidades. Vou trabalhar para tornar o mundo um lugar melhor. Farei todas essas coisas, mas não perderei minha fé na humanidade por causa disso.

Não importa quantas vezes as pessoas magoem os outros, a si mesmas ou a mim. Vou chorar, gritar, chorar e sofrer. Vou confortar a pessoa que foi ferida ou vou me consolar e buscar apoio. Vou enfrentar a pessoa que a magoou e dizer a ela que não vou tolerar esse tipo de comportamento, nem vou permitir que continue a agir de acordo com esse comportamento se o resultado for apenas dor para os outros. Farei todas essas coisas e muito mais, mas não rejeitarei toda a humanidade como má.

Não importa quantas vezes as pessoas escolham a ganância em vez da generosidade, o egoísmo em vez da compaixão. Vou gritar e criticar as pessoas por valorizarem a propriedade e as coisas acima dos humanos, e não vou recuar nas minhas crenças por um mundo melhor, mas não vou pensar nem acreditar que todos se sintam assim.

Não importa quantas vezes as pessoas briguem umas com as outras, física ou emocionalmente. Vou chamá-los e apontar que a luta e a violência fazem mais mal do que bem. Não vou apoiar políticas ou políticos que toleram a guerra ou a violência, mas não vou acreditar que todos desejam violência e todos prefeririam resolver os problemas pacificamente.

Não importa quantas vezes ouço falar de crimes horríveis cometidos no noticiário. Vou sacudir minha cabeça e chorar minhas lágrimas. Vou questionar por que algumas pessoas têm que ser tão cruéis. Aprenderei maneiras de tornar o mundo mais seguro para todos, de modo que não haja tantas vítimas envolvidas – se é que há vítimas – nesses tipos de crimes. Mas não vou acreditar que todas as pessoas no planeta sejam assim. Vou acreditar que esta é a minoria, não a maioria, das pessoas que estou ouvindo cometendo atos tão terríveis. A maioria das pessoas é boa e gentil, imperfeita, mas humana, e não está sob os holofotes porque é a maioria das pessoas, não a exceção.

Não importa quantas atrocidades a humanidade cometa, porque isso nunca vai destruir minha crença na humanidade. É minha consciência, meus valores e o cerne de minhas crenças como pessoa que todos são inerentemente bons. O dia em que deixo de acreditar na humanidade é o dia em que deixo de viver a minha verdade. Mesmo quando eu morrer nesta vida, terei morrido acreditando que éramos capazes de tal bondade e que muitos de nós agimos de acordo com essa bondade dentro de nós.

Eu sei que isso pode parecer difícil de acreditar. Sei que há momentos na minha vida em que a negatividade do mundo é tão avassaladora que não consigo respirar. Eu sei que há momentos na minha vida em que eu só queria bater meu punho e dizer: “Basta.” Sei que há momentos na minha vida em que me pergunto por que eu, ou qualquer outra pessoa, ainda estou aqui, por que nos é permitido fazer coisas que prejudicam a nós mesmos e aos outros, por que continuamos a fazer essas coisas quando deveríamos saber melhor e fazer melhorar.

Mas também sei que vi a bondade nas pessoas. Eu vi bondade. Já vi pessoas se aproximando de mim e de outras pessoas. Já vi pessoas perseguirem suas paixões e sonhos e compartilhá-los com outras pessoas com entusiasmo, sem sentir ciúmes ou ameaças de qualquer forma. Já vi pessoas dedicando seus empregos, seus hobbies e parte de suas vidas para ajudar os outros e tornar o mundo um lugar melhor. Já vi pessoas fazerem mais bem do que mal. Tenho visto pessoas que tentam fazer melhor, ser melhores, serem mais felizes e derramar brilho em tudo o que tocam. Já vi pessoas que realmente se preocupam com os outros. Já vi pessoas se preocuparem, ponto final.

Pode ser difícil acreditar no melhor da humanidade quando tudo o que você vê e ouve é o pior. Mas se você olhar ao seu redor, verá que não é o caso. Existem pessoas fazendo o bem no mundo. Algumas pessoas estão mostrando bondade e compaixão para com todos e tudo ao seu redor. Existem pessoas que se importam.

Não importa o que aconteça na vida, sempre acreditarei na humanidade. Acredito que somos capazes de fazer grandes coisas e ser as melhores versões de nós mesmos. No momento em que deixo de acreditar na humanidade é o momento em que perco minha humanidade. E eu me recuso a viver assim.

@via

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *